quinta-feira, 9 de junho de 2011

Divisão rítmica

Assim como nós, ao aprendermos a ler, juntamos as letras e sílabas, com seus diferentes sons, para formar as palavras; Assim também, na construção do ritmo é preciso juntar as diferentes figuras de som e pausa e respeitar suas durações.

O que quero dizer com isso é que pra você ter mais fluência na leitura dos ritmos, você precisa tratar figuras de som como se fossem letras, e as combinações dessas figuras como se fossem sílabas, cada uma com seu som.

Abaixo, estão alguns exemplos de diferentes combinações de figuras de som e sob cada uma delas, um link para você poder baixar o áudio e ouvir a execução de cada (sílaba).







Você pode baixar ou ouvir diretamente do 4shared.com o áudio das células rítmicas, olhando para a respectiva figura enquanto exercita cada um dos exemplos.

Agora que já ouviu a execução de algumas células rítmicas (sílabas), faça os exercícios abaixo até que você adquira fluência na leitura.
Para ampliar as imagens e facilitar a visualização; Clique nelas.



Espero que tenha conseguido executar os exercícios.
Elabore exercícios como este, usando diferentes combinações de figuras de som e pausa.

SOM E SUAS PROPRIEDADES

SOM
     É a impressão produzida em nosso aparelho auditivo pelas vibrações de um corpo.

a) Som musical: É aquele que se apresenta perfeitamente definindo, o que depende regularidade das vibrações do corpo sonoro.

b) Ruído: É o som indefinido, isto é, aquele que é produzido por vibrações irregulares.


1.2 PROPRIEDADES


a) Duração: É chamada de duração o tempo no qual o som é produzido, sendo representado pelas figuras de notas.

b) Intensidade: A intensidade do som é a propriedade que designa ser mais forte ou mais fraco, usando na grafia musical os sinais de dinâmica.

c) Altura: A altura do som se determina por ser mais grave, mais agudo ou intermediário (som médio), representado pelas posições das claves e notas na pintura.

d) Timbre: É a qualidade do som, pode-se por ele identificar sua origem. É através do timbre que identificamos se um som vem do instrumento, como por exemplo, o piano, flauta; ou da voz humana.
 

NOTA

O som musical é representado na escrita por um sinal chamado nota. As notas, por sua vez, são representadas por figuras, que variam de acordo com a duração do som. Veja:


a) Conheça as partes de uma nota:

nota
haste
colchete

 ou



barra, quando unidas em grupo.


b) As notas musicais são sete:

dó – ré – mi – fá – sol – lá – si


Quando essas notas são executadas consecutivamente damos o nome de escala. Que poderá ser ascendente ou descendente.

























SI

SI























SOL





SOL



















MI









MI




























quarta-feira, 8 de junho de 2011

Clave

Uma clave define, na pauta, a relação entre as linhas da pauta e a altura das notas. 
A clave de Sol,    clave de Fá , e a clave de Dó <>, dá-lhe a indicação da posição nas linhas das pautas das notas Sol, Fá e Dó  respectivamente.
,
Os símbolos sustenido, bemol ou bequadro escritos à direita da clave constituem a Armadura da Clave. 
Por exemplo o compasso , indica o número de batidas num compasso, e a duração ou valor (em fracções de semíbreve) de cada uma destas batidas.                                                                                                     CLAVE DE SOL         Escrita na 2ª linha. Há algum tempo atrás, também era usada na 1ª 
linha.
Music-Gclef.png        Clave de Sol, geralmente escrita na segunda linha do pentagrama.                                   CLAVE DE FÁ             É escrita na 3ª ou na 4ª linha. Music-Fclef.pngNesta clave, a linha de referência é indicada pelos dois pontos e assume a nota Fá-2. A posição mais frequente é a quarta linha.                                                                                                                                  CLAVE DE DÓ           É escrita na 1ª,  2ª,  3ª  ou  4ª linha.Music-Cclef.pngA nota Dó-3 é indicada pelo centro da figura (o encontro entre os dois Cs invertidos). Originalmente a clave de dó foi criada para representar as vozes humanas.Cada voz era escrita com a clave de dó em uma das linhas. O alto era representado com a clave na terceira linha, o tenor na quarta linha e o mezzo-soprano era representado com a clave de Dó na segunda linha. Este uso se tornou cada vez menos frequente e esta clave foi substituída pelas de sol para as vozes mais agudas e a de fá para as mais graves.Hoje em dia, a posição mais frequente é a mostrada na figura, com o dó na terceira linha, representando uma tessitura média, exatamente entre as de sol e fá. Um dos únicos instrumentos a utilizar esta clave na sua escrita normal é a viola. Esta clave também pode aparecer ocasionalmente em passagens mais agudas do trombone. Seu uso vocal ainda é utilizado quando são utilizadas partituras antigas.

     Clave de percussão        Percussion clef.png

 Esta clave não tem o mesmo uso das demais. Sua utilização não permite determinar a altura das linhas e espaços da pauta. Serve apenas para indicar que a clave será utilizada para representar instrumentos de percussão de altura não determinada, como uma bateria, um tambor ou um conjunto de congas. Neste caso as notas são posicionadas arbitrariamente na pauta, indicando apenas as alturas relativas. Por exemplo em uma bateria, o bumbo pode, a ,. ser representado na primeira linha por ser o tambor mais grave e um chimbal pode estar em uma das linhas mais altas por se tratar de instrumento mais agudo.Origem: Wikipédia,

terça-feira, 7 de junho de 2011

SINAIS DE REPETIÇÃO

São sinais usados para indicar a repetição de um trecho numa música de modo a evitar a repetição gráfica de notas e compassos.


Vejamos alguns sinais de repetição:
  • Ritornello

 Quando um trecho musical deve ser executado duas vezes usa-se então o sinal de ritornello.
  •  Expressões 1ª e 2ª vez
 Quando um trecho musical deve ser repetido, mas não terminado da mesma forma, usa-se a expressão  vez (indica que o trecho musical deve ser repetido até o compasso anterior ao sinal  vez e seguir para  vez).
  • Da Capo - D.C
É uma expressão italiana que significa - do princípio, do começo. Indica que se deve voltar ao início do trecho ou ao lugar que se inicia, D.C (Abreviatura).
  • D.C al Fine - repete-se do início até a palavra Fine.


  • Da Capo al segno/ Dal segno/D.S
                                          SEGNO
 Indica que se deve voltar ao lugar onde encontra o sinal do segno, e terminando onde estiver a palavra Fim ou Fine.
  • Coda
                                                                                                                              
O sinal chamado coda é usado em combinação com o segno. 
Em partituras que envolvam repetições de um ou mais temas antes da secção final, a coda representa um salto na leitura da partitura.
No caso da figura acima, a música deve ser executada até chegar em "D.S. al Coda", voltar até o símbolo "Segno" e então tocar a música até o último compasso, onde se encontra a figura "Coda".
  • A expressão "Fade out" é usada para indicar que determinado trecho deverá ser repetido várias vezes, abaixando, até terminar.









Fontes de pesquisas bibliográficas e web: pt.wikipedia.org/, Princípios básicos da música para juventude - Maria Luisa de Mattos Priolli, 1ª volume e Harmonia e Improvisação - Almir Chediak, Volume I, Fotos imagem google.

SINAIS DE INTENSIDADE

A INTENSIDADE do som, isto é, a variação dos sons FORTES e FRACOS, constitui o 
colorido da MÚSICA. 
Indica-se a intensidade dos sons, quase sempre, por palavras italianas (muitas vezes 
abreviadas) e também por sinais gráficos convencionados. 
Eis as palavras mais usadas com as respectivas abreviaturas: 
PIANO – ( p ) suave 
PIANÍSSIMO – ( pp ) suavíssimo 
FORTE – ( f ) 
MEZZO-FORTE ( mf ) meio forte 
MEZZO-PIANO ( mp ) meio suave 
MORRENDO – desaparecendo o som 
DIMINUINDO -  ( DIM ) 
SMORZANDO – (SMORZ ) Extinguindo o som 
RINFORZANDO – (RINF) reforçando o som 
CRESCENDO – (CRESC) etc... 
O crescendo também é indicado pelo sinal <   e o diminuindo pelo sinal >
Para acentuar o som de uma determinada nota coloca-se sobre a mesma o sinal ^, > ou  - 
 .Para sustentar o som de uma nota coloca-se sobre ela a abreviatura: Ten 
A INTENSIDADE do som, isto é, a variação dos sons FORTES e FRACOS, constitui o 
colorido da MÚSICA. 


Total de visualizações de página

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Bluehost Review